Powered by free wordpress themes

Home / Esportes / Audax x Santos – Quem leva a melhor no duelo da ousadia contra alegria?

Powered by free wordpress themes

Audax x Santos – Quem leva a melhor no duelo da ousadia contra alegria?

O primeiro jogo da final acontece neste domingo, às 16 horas, no José Liberatti

Ousadia & Alegria. Não, não é nome da música de pagode do cantor Thiaguinho, mas sim os adjetivos para o futebol apresentado por Audax e Santos neste Campeonato Paulista. De um lado, a ousadia do técnico Fernando Diniz e de seus comandados que evitam a todo custo o tão usado “chutão”. Do outro, a alegria dos Meninos da Vila, liderados por Lucas Lima e Gabigol, além do experiente Ricardo Oliveira. O palco do primeiro jogo da final será o José Liberatti, em Osasco, e a bola rola a partir das 16 horas.

Como teve melhor campanha que o Audax juntando todas as fases anteriores, o Santos tem o direito de fazer o segundo jogo da final diante de seus torcedores, na Vila Belmiro. A partida está marcada para o dia 8 de maio (domingo), também às 16 horas. Vale lembrar que, na decisão, o gol fora de casa não conta como critério de desempate. No ano passado, por exemplo, o Palmeiras ganhou do Peixe de 1 a 0 no Allianz Parque e perdeu de 2 a 1 na Vila Belmiro. A decisão acabou indo para os pênaltis.

A partida deste domingo também pode ser considerada um confronto entre Davi x Golias. O Audax surgiu em 2011 – antes era chamado de Pão de Açúcar – e disputa pela terceira vez a elite do Paulistão. Ou seja, se levar a melhor sobre o Santos, esse será o primeiro título da história do clube de Osasco.

Por outro lado, o Santos disputa sua oitava final de Campeonato Paulista seguido e vai em busca do bi, pois ano passado bateu o Palmeiras. Além disso, o Peixe pode igualar ao Verdão como segundo maior campeão do Estadual, com 22 títulos, deixando o São Paulo para trás. Quem lidera o ranking é o Corinthians, com 27.

Campanhas!
Sensação do Paulistão desde o início, o Audax terminou a fase classificatória na liderança do Grupo C com 24 pontos e ganhou o direito de fazer as quartas de final contra o São Paulo no José Liberatti. Resultado: goleada por 4 a 1 e vaga na semifinal. Após arrancar um empate no tempo normal por 2 a 2, eliminou o Corinthians nos pênaltis e fez a festa em plena Arena Corinthians. Ao todo, foram 17 jogos, com oito vitórias, quatro empates e cinco derrotas.

O Santos passeou na primeira fase e foi o líder isolado do Grupo A com 32 pontos, cinco a mais que o São Bento, terminando também com a segunda melhor campanha no geral, ficando atrás apenas do Corinthians. Nas quartas de final, venceu o Bentão por 2 a 0 na Vila Belmiro e, assim como o Audax, garantiu vaga na final ao eliminar o Palmeiras nos pênaltis depois de um empate no tempo normal por 2 a 2. No geral, o time de Dorival Júnior teve dez vitórias, seis empates e apenas uma derrota.

Irritação do dono
Após acertar a transferência para o Palmeiras, o meia Tchê Tchê, do Audax, foi o tema de uma reclamação nesta sexta-feira do dono do clube, Mário Teixeira. O empresário foi ao treino da equipe no estádio José Liberatti e, durante o trabalho de aquecimento, entrou no gramado e demonstrou irritação. O técnico Fernando Diniz precisou acalmar o dirigente e o afastar do trabalho do elenco.

A contratação de Tchê Tchê foi fechada na tarde de quinta-feira, véspera do último treino aberto do Audax à imprensa, antes da primeira partida da final do Campeonato Paulista, contra o Santos. “Dinheiro nunca foi problema aqui” e “eu sempre dei tudo o que pediram”, gritou Mário Teixeira enquanto caminhava pelo campo e tentava se aproximar dos jogadores, irritado com o vazamento da negociação.
A certeza é que muitos jogadores vão deixar o Audax depois da final. O Corinthians já teria um acordo verbal com o meia Camacho, que também interessava a Ponte Preta, e o atacante Bruno Paulo. O meia Juninho deve retornar de empréstimo ao Verdão e o atacante Mike está sendo sondado por alguns clubes, inclusive da elite do Brasileirão.

O time
O Audax finalizou sua preparação em Sorocaba e partiu rumo à Osasco para a final histórica do Campeonato Paulista diante do favorito Santos. O técnico Fernando Diniz fez seu último treinamento com os portões fechados e escondeu o jogo para a decisão. Francis, em fase final de recuperação de uma leão, e o goleiro Felipe Alves, estão vetados pelo Departamento Médico.
Com isso, apesar de todo mistério, Fernando Diniz deve levar a campo o mesmo time que passou pelo Corinthians no último final de semana. O treinador garantiu que não vai mudar o seu estilo de jogo e prometeu ir para cima do Santos para buscar o título.

“Nossa meta é fazer um bom jogo contra o Santos. Respeitamos o adversário, mas vamos buscar a vitória. Fizemos o mais difícil que era chegar até a final, agora queremos o título. O Santos é um grande time, vai nos impor inúmeras dificuldades, porém, estamos preparados para o que vier”, afirmou o treinador.

Apenas uma dúvida
O Santos está praticamente definido para o jogo deste domingo. A única dúvida está na defesa. Apesar de ter treinado na última sexta-feira, David Braz ainda sente um incômodo no tornozelo esquerdo, torcido na partida diante do Palmeiras, e será melhor avaliado. Se não tiver condições, dará lugar para o jovem Lucas Veríssimo.

Apesar de todo mundo considerar o Santos como grande favorito para essa final, o treinador mantém os pés no chão e acredita que o time corre um sério risco de ser surpreendido pelo Audax.

“Acho que corrermos um risco muito grande. Primeiro que o Audax tem um trabalho e um conceito de jogo aprimorado a todo momento. Uma equipe que tirou os adversários que tirou não foi por acaso”, disse Dorival.

Ficha Técnica

Osasco Audax-SP

Osasco Audax-SP x Santos-SP

Horário: 16h

Local: Estádio José Liberatti – Osasco (SP)

Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza

Assistentes: Herman Brumel Vani e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa

Osasco Audax-SP: Sidão; Tchê Tchê, André Castro, Bruno Silva e Velicka; Yuri, Camacho e Juninho;  Mike, Ytalo e Bruno Paulo.

Técnico: Fernando Diniz.

Santos-SP: Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, David Braz (Lucas Veríssimo) e Zeca; Tiago Maia, Renato, Vitor Bueno e Lucas Lima;  Gabriel e Ricardo Oliveira.

Técnico: Dorival Júnior.

Além disso, verifique

São Paulo deve R$ 20 milhões a Pinoti

Vinícius Pinotti deixou a diretoria do São Paulo na última quarta-feira. FOTO: Rubens Chiri | …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.