Powered by free wordpress themes

Home / Geral / Saiba qual o tipo de rodapé para cada ambiente

Powered by free wordpress themes

Saiba qual o tipo de rodapé para cada ambiente

Item deixou de ser um mero detalhe para ganhar relevância na decoração; tendência é mesclar cores e texturas distintas

 

Até pouco tempo, os rodapés tinham uma única função: proteger o revestimento da parede e dar acabamento ao piso. Hoje, eles são inseridos nos projetos de interiores como um elemento de destaque na decoração.

A tendência é mesclar cores e texturas distintas, porém harmônicas, realçando sua presença como artifício decorativo. É possível encontrar rodapés à venda com alturas que variam de 10 cm a 25 cm ou até mais altos que isso. Porém, quanto mais alto eles forem, mais alto deve ser o pé-direito (altura entre o piso e o teto, considerando o gesso).

Além de ser um elemento estético, o rodapé é uma peça fundamental para o acabamento da obra, pois sua aplicação serve para encobrir desníveis que fazem com que o piso fique alguns milímetros distante da parede, deixando um pequeno vão. Os de gesso, poliestireno, madeira e MDF possibilitam a passagem de cabos de telefonia, TV e fiação elétrica.

Cores e combinações

O importante não é mais o rodapé seguir o padrão do piso, mas conversar bem com portas e batentes.

Alvos, os rodapés tendem a ser mais elegantes.

Coloridos, são moderninhos, mas tendem a cansar os moradores.

Não existem regras fixas. Usar o rodapé no mesmo material torna tudo mais prático e barato quando se está construindo uma casa. Mas um rodapé em MDF, poliestireno, madeira, mármore ou granito também são muito bem-vindos em um ambiente.

Piso cerâmico pode receber qualquer rodapé com acabamento branco ou em madeira. Para saber combinar, basta prestar atenção aos acabamentos do ambiente. Se os móveis forem todos em madeira, por que não usar o rodapé branco? E se toda a casa estiver bem clean, por que não usar um rodapé em madeira clara?

Variações

Existem diversos modelos no mercado: lisos, com frisos, com borda boleada, com borda reta, altos e baixos. Vale ressaltar que os rodapés em madeira, MDF ou qualquer material sensível à água não devem ser utilizados em áreas externas ou muito úmidas. No máximo em lavabos, que não recebem tanta água no piso.

Em áreas de fluxo intenso, como churrasqueira ou área gourmet, opte por materiais bem resistentes, como porcelanato ou pedra.

Se o piso tiver acabamento em madeira, fique atento à combinação da cor do rodapé e do piso. Misturar dois tons de madeira pode não ficar muito bom

Se o piso tiver acabamento em madeira, fique atento à combinação da cor do rodapé e do piso. Misturar dois tons de madeira pode não ficar muito bom. Opte por rodapés lisos quando o piso for muito desenhado.

Cabe lembrar que a maioria dos porcelanatos tem uma linha de rodapés com acabamento arredondado. Assim não é preciso recortar o próprio piso. Dessa forma, o rodapé fica mais alinhado com a parede, sem a necessidade do acabamento de massa corrida que é comum quando se usa a peça recortada. Uma solução muito interessante é utilizar os rodapés de poliestireno, que são resistentes à água e estão disponíveis em diversos modelos, cores e alturas.

Além disso, verifique

Obra na Santa Catarina deve acabar em dezembro

Obra seguirá padrão da Rua Amazonas com calçadas mais largas, bancos, lixeiras e floreiras A …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.