Powered by free wordpress themes

Home / Esportes / Clássico mudou ano de Jô e derrubou Kazim no Corinthians

Powered by free wordpress themes

Clássico mudou ano de Jô e derrubou Kazim no Corinthians

As vésperas do último clássico contra o Palmeiras, a torcida do Corinthians cantava que Kazim era melhor que Drogba, e Jô ainda enfrentava desconfiança de parte da Fiel. O Dérbi foi um divisor de águas para ambos. Depois de marcar na épica vitória por 1 a 0 sobre o rival alviverde, no Campeonato Paulista, o camisa 7 não parou de balançar as redes. Hoje ele é titular absoluto, artilheiro do clube na temporada, com 14 gols, e sonha até em voltar à Seleção. Já o “Gringo da Favela” perdeu espaço e luta para acabar com um jejum que está prestes a completar cinco meses.

Hoje, a dupla inverterá papéis no segundo Dérbi de 2017, desta vez na casa palmeirense. Titular da última vez, Kazim não é nem mesmo cotado na equipe, enquanto Jô, o Rei dos Clássicos, é a maior aposta alvinegra para manter a invencibilidade diante dos rivais paulistas no ano.

Decisivo

Jô entrou aos 40 do segundo tempo no último clássico contra o Palmeiras. Dois minutos depois, venceu Fernando Prass e fez a arena explodir com o gol que garantiu a vitória do Timão, mesmo com um homem a menos desde a primeira etapa – Gabriel foi expulso. Era o começo da virada do centroavante, que até então tinha sete jogos e apenas um gol na temporada – hoje tem 14.

Contratado ainda no fim de 2016, Jô precisava provar que ainda tinha “lenha para queimar” aos 30 anos. E naquele Dérbi começou a ser decisivo antes mesmo de a bola rolar.

O técnico Fábio Carille se surpreendeu com a reação do camisa 7 ao saber que ele seria reserva no clássico. Em vez de fazer cara feia ou reclamar, Jô agiu com naturalidade e, mesmo fora da equipe, foi um dos atletas que mais falou no vestiário antes do Dérbi, motivando e orientando os companheiros. Dali em diante, o comandante alvinegro percebeu que contava não apenas um goleador, mas também com um líder nato.

– Eu não imaginava. Principalmente a participação dele, vendo ele fazer cobertura defensiva, de muita entrega… Ele não para! O Jô ajuda muito na marcação, cobre lateral. Não esperava isso, ele está sendo muito positivo dentro e fora de campo – afirmou o treinador corintiano.

Apagado

Foi no dia 18 de fevereiro que Kazim anotou seu segundo e último gol pelo Timão. Diante do Osasco Audax, na quarta rodada do Paulistão, ele teve boa atuação e foi ovacionado pela torcida na vitória por 1 a 0, quatro dias antes do Dérbi. Era o que o inglês naturalizado turco precisava para superar a concorrência de Jô, que havia sido poupado naquela tarde de sábado…

Porém, o “gringo” passou em branco diante do Palmeiras e não convenceu nos outros 12 jogos que disputou depois disso. Apesar de demonstrar muita raça e desempenhar papel tático em algumas oportunidades em que foi escolhido por Fábio Carille, Kazim acumulou gols perdidos neste período e perdeu espaço no elenco.

O centroavante também foi prejudicado por uma lesão no ligamento colateral medial do joelho direito, que o afastou dos gramados por cerca de um mês.

Contratado do Coritiba em janeiro, ele tem 18 jogos e apenas dois gols com a camisa alvinegra. A última vez em que ele foi titular foi há duas semanas, diante do Patriotas, da Colômbia, pela Copa Sul-Americana, quando Jô e outros corintianos foram poupados. Naquela ocasião, ele já se mostrava incomodado com a seca de gols.

– Em todo jogo eu quero fazer gol. Futebol é competitivo, não é golfe (risos). Não tem desculpa para (perder) as chances que tive no outro jogo – declarou.

Hoje, não há sequer disputa. Jô é titular absoluto, e Kazim precisa encontrar uma forma para voltar a jogar com mais frequência em um time bastante organizado. Nada melhor do que um clássico para conseguir.

 

 

 

Além disso, verifique

Aderllan chora ao vestir camisa do São Paulo

Aderllan conseguiu representar o torcedor do São Paulo, mesmo sem ser conhecido por ele. Ao …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *