Powered by free wordpress themes

Home / Política / Lula é condenado a 9 anos de prisão

Powered by free wordpress themes

Lula é condenado a 9 anos de prisão

(FOTO Larissa Pereira/ iG São Paulo)

Juiz Sérgio Moro condenou ex-presidente por crimes de corrupção ativa e lavagem de dinheiro; petista poderá recorrer da decisão em liberdade

Moro condenou postura de Lula durante processo; ex-presidente teria “tentado intimidar a Justiça”

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado a 9 anos e 6 meses de prisão por corrupção ativa e lavagem de dinheiro no episódio envolvendo a compra de um tríplex no Guarujá (SP) . A sentença foi proferida nesta quarta-feira (12) pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância.

O magistrado da 13ª Vara Federal de Curitiba determinou que Lula  poderá recorrer da sentença em liberdade. Moro chegou a escrever em sua decisão que “caberia cogitar a decretação da prisão preventiva”, mas a “prudência recomenda que se aguarde o julgamento”, pois a prisão de um ex-presidente envolveria “certos traumas”.

Moro apontou “relação espúria” entre Lula e a empreiteira OAS no esquema envolvendo a compra do apartamento 164-A do Condomínio Solaris e disse que os crimes investigados nesse episódio culminaram no repasse de R$ 16 milhões ao Partido dos Trabalhadores.

“O condenado recebeu vantagem indevida em decorrência do cargo de presidente da República, ou seja, de mandatário maior. A responsabilidade de um presidente da República é enorme e, por conseguinte, também a sua culpabilidade quando pratica crimes. Isso sem olvidar que o crime se insere em um contexto mais amplo, de um esquema de corrupção sistêmica na Petrobras e de uma relação espúria entre ele o Grupo OAS”, escreveu o magistrado na sentença.

O juiz federal também criticou a postura adotada pelo ex-presidente, alegando que Lula adotou “condutas inapropriadas” e “tentou intimidar a Justiça”.

“[Lula] tem adotado táticas bastante questionáveis, como de intimidação do ora julgador, com a propositura de queixa-crime improcedente, e de intimidação de outros agentes da lei, procurador da República e delegado, com a propositura de ações de indenização por crimes contra a honra. Até mesmo promoveu ação de indenização contra testemunha e que foi julgada improcedente, além de ação de indenização contra jornalistas que revelaram fatos relevantes sobre o presente caso, também julgada improcedente.”

“[O ex-presidente] tem ainda proferido declarações públicas no mínimo inadequadas sobre o processo. Essas condutas são inapropriadas e revelam tentativa de intimidação da Justiça, dos agentes da lei e até da imprensa para que não cumpram o seu dever”, escreveu o juiz federal.

 

“Não traz satisfação pessoal”

 

Sérgio Moro fez questão de destacar, ao fim de sua sentença, que a condenação “não traz qualquer satisfação pessoal” a ele.

“Registre-se que a presente condenação não traz a este julgador qualquer satisfação pessoal, pelo contrário. É de todo lamentável que um ex-Presidente da República seja condenado criminalmente, mas a causa disso são os crimes por ele praticados e a culpa não é da regular aplicação da lei. Prevalece, enfim, o ditado ‘não importa o quão alto você esteja, a lei ainda está acima de você’.

 

Léo Pinheiro também é condenado; acervo de Lula não rende punição

Além do ex-presidente, também foram condenados na mesma ação penal da Lava Jato o ex-presidente da construtora OAS Léo Pinheiro (10 anos e 8 meses de prisão) e o ex-diretor da empreiteira Agenor Franklin Magalhães Medeiros (4 anos e 6 meses de prisão).

O juiz federal determinou ainda o confisco do tríplex no Condomínio Solaris.

Alvo de outras quatro ações penais da Lava Jato, Lula foi absolvido das acusações de corrupção e lavagem de dinheiro envolvendo o armazenamento do acervo presidencial. Também foi inocentado o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, que também era acusado no caso do acervo.  (Fonte: Último Segundo – iG)

Além disso, verifique

Primeiro “Café da Manhã com o LIDE”

FERNANDÓPOLIS:- Para fomentar negócios e estimular o crescimento econômico da região, o LIDE Rio Preto …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *