Powered by free wordpress themes

Home / Esportes / CAMPEONATO BRASILEIRO 1017- Regulamento prevê árbitro de vídeo

Powered by free wordpress themes

CAMPEONATO BRASILEIRO 1017- Regulamento prevê árbitro de vídeo

Não será obrigatório o uso em todos os jogos do Brasileirão!

FOTO: Internet

 Depois das últimas polêmicas no Campeonato Brasileiro a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), órgão máximo do esporte no país anunciou a decisão de utilizar o árbitro de vídeo a partir da próxima rodada. O comunicado foi feito na última segunda-feira (18), a entidade disse que está dentro do que diz o Regulamento Geral de Competições, nos artigos 75, 76 e 77. Porém, não há a obrigatoriedade do uso em todos os jogos, nem dentro da mesma rodada. Serão observadas “condições técnicas e materiais”.

Para facilitar o entendimento do leitor, exemplifiquemos: Se na 25ª rodada o Estádio Olímpico não apresentar condições para o uso do árbitro de vídeo no duelo entre Atlético-GO e Cruzeiro, mas o Maracanã cumprir todas as exigências para Fluminense e Palmeiras, uma partida fica sem e a outra com o uso de tecnologia. Em suma, é o resumo de “Na medida em que depende de condições técnicas e materiais”.

Veja o que diz o regulamento do Campeonato Brasileiro:

 “Art. 75 – A CBF poderá utilizar a tecnologia em arbitragens nas competições nacionais que coordena, adotando a forma, termos e limites constantes do projeto que elaborou e do respectivo protocolo determinado pela International Football Association Board (IFAB).

Art. 76 – Será de responsabilidade exclusiva da CBF e de sua estrutura de Arbitragem – Comissão, Departamento e Escola, sob a coordenação do Líder e instrutor de árbitros, como representantes da entidade na IFAB, dar toda a orientação a todos os envolvidos na tecnologia da arbitragem.

Parágrafo único – Incumbe à CBF designar as pessoas que atuarão no processo de tecnologia de arbitragem: árbitros, árbitros assistentes, quarto (4º) árbitro e Árbitros de Vídeo (AV), sendo que estes poderão ser árbitros em atividade, ou ex-árbitros integrantes da estrutura de Arbitragem, ou instrutores de arbitragem internacionais e/ou nacionais vinculados à CBF.

Art. 77 – O uso de “AV” deve ocorrer, a partir do momento em que a Comissão de Arbitragem da CBF apresente condições técnicas e materiais – o que poderá se dar no curso de qualquer das competições que coordena, independentemente de fase.

– 1º – A CBF não está obrigada a utilizar a tecnologia da arbitragem em todos os jogos da mesma competição ou da mesma rodada, na medida que depende de condições técnicas e materiais para fazê-lo.

– 2º – Somente o “AV” da CBF é válido para as decisões oriundas dos árbitros que têm a natureza fática e são definitivas nos termos da regra nº 5 do Futebol e do protocolo da IFAB.

– 3º – A eventual existência de outros vídeos com outros ângulos obtidos em partidas com transmissão direta são oficiosas e não afetarão as decisões da arbitragem, seja para impugnação do resultado, seja para obter qualquer espécie de reparação pelos clubes disputantes ou por terceiros.”

Além disso, verifique

São Paulo deve R$ 20 milhões a Pinoti

Vinícius Pinotti deixou a diretoria do São Paulo na última quarta-feira. FOTO: Rubens Chiri | …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.