Powered by free wordpress themes

Home / Geral / Ingresso no Ensino Técnico cresce 88%

Powered by free wordpress themes

Ingresso no Ensino Técnico cresce 88%

Alta demanda do mercado de trabalho e necessidade de qualificação profissional colaboram para essa expansão

O interesse por qualificação profissional está cada vez maior. Uma pesquisa feita pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) descobriu que o número de matrículas em cursos técnicos de nível médio foi de quase 928 mil em 2008 para cerca de 1,7 milhão em 2014, representando um crescimento de 88%.

O aumento no ingresso de estudantes no Ensino Técnico se deve a vários fatores, como a existência de políticas públicas que valorizam a educação profissional, alta demanda do mercado de trabalho e necessidade de se aperfeiçoar e se atualizar sobre novas tecnologias e métodos de trabalho. A remuneração das ocupações de nível técnico também sofreu um aumento. Entre 2010 e 2013, a taxa de crescimento anual foi de 8,9%, acima dos 8,1% das profissões de nível superior.

Outra pesquisa que demonstra o aumento do interesse por cursos técnicos foi divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2017. De acordo com o levantamento, dos 158 milhões de brasileiros com 15 anos de idade ou mais, 40,2 milhões afirmaram ter interesse nesse tipo de educação e 24,7 milhões de pessoas já tinham feito algum curso de qualificação profissional. Desses, 9 milhões frequentaram os cursos entre 2011 e 2014, o que corresponde a 60% do número de pessoas que ingressaram na modalidade até 2010.

Além de ser uma porta de entrada para o mercado de trabalho, a qualificação profissional é uma das modalidades mais acessíveis à população, já que muitos dos cursos não exigem escolaridade mínima para serem realizados e são mais baratos.  Os estudantes que optam por cursos técnicos podem entrar em contato, ainda no Ensino Médio, com a profissão que querem seguir.

 

Os cursos técnicos também se apresentam como uma ótima oportunidade para quem já está no mercado de trabalho. As aulas focam no desenvolvimento de habilidades práticas exigidas por uma determinada área de atuação e, por isso, podem ser uma ótima oportunidade para quem precisa se atualizar, fazer uma capacitação profissional ou aperfeiçoar o que já sabe.

 

A quantidade de cursos técnicos é extensa e vai desde saúde e educação até marketing, finanças, contabilidade e Tecnologia da Informação (TI) e duram de um a dois anos. Para aqueles que não possuem tempo para se deslocar até uma instituição de ensino, existem os cursos técnicos a distância, que oferecem mais flexibilidade de horário e apenas acesso à internet para assistir as aulas e realizar as tarefas.

Além disso, verifique

Produtor doa mais 3,9 ton. de tomates ao Banco de Alimentos

Com mais esta atitude, realizada na manhã desta sexta-feira, o produtor Plínio Sanches, de Gastão …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.