Powered by free wordpress themes

Home / Educação / Estado deve chegar a 30 milhões de carros em 2018

Powered by free wordpress themes

Estado deve chegar a 30 milhões de carros em 2018

Capital paulista está perto da marca de 9 milhões de carros registrados

 

O estado de São Paulo deve chegar ainda no primeiro semestre à marca de 30 milhões de veículos em circulação por suas 645 cidades, segundo o Detran. No último levantamento do órgão responsável pelo trânsito, em setembro do ano passado, a marca era de 28.949.307.

 

Com o período de impostos (o IPVA precisa ser pago até março e o Licenciamento com final 1 da placa já está disponível para pagamento), a expectativa é que as taxas sejam atualizadas.

 

Entre janeiro e setembro do ano passado, foram emplacados cerca de 536 mil novos veículos em todo o estado – entre carros, ônibus, caminhões e motocicletas. Só na capital, o crescimento da frota foi de cerca de 163 mil novos automóveis no mesmo período. Naquele mês, a metrópole paulista tinha 8.550.441 veículos rodando – a expectativa é que chegue à marca de 9 milhões no ano que vem.

 

Os dados do IBGE de 2016 mostram que, só de carros de passeio, a cidade de São Paulo tinha 5,4 milhões de unidades. Em fevereiro de 2017, de acordo com o Detran, a metrópole chegou a 6 milhões de automóveis comuns.

 

Uma reportagem publicada pelo portal Nexo à época afirmou que a quantidade de carros aumenta mais do que o próprio número de habitantes do município, numa taxa anual de dois novos veículos a cada novo morador.

 

Entre 2015 e 2016, 136 mil novos carros passaram a circular na cidade, enquanto nasceram 70 mil novas pessoas na mesma época, de acordo com o IBGE. No Rio de Janeiro, a frota também cresceu mais que o número de pessoas: foram 71.262 carros emplacados na cidade entre julho de 2015 e julho de 2016, três vezes mais do que os 22.206 habitantes que passaram a viver no município no mesmo período.

 

Para o consultor da agência Autoinforme, Joel Leite, a questão problemática de São Paulo não é o número de carros, mas a falta de infraestrutura da cidade. Segundo a CET, o número da frota aumentou quatro vezes em relação aos anos 1970.

 

“Existem cidades menores que São Paulo e com mais veículos. Tóquio, no Japão, por exemplo, tem mais carros e vias menores que as nossas. O problema é que temos um sistema de tráfego muito deficiente”, conta.

 

A frota de São Paulo tem quase o mesmo tamanho que a do estado de Nova York, nos EUA, que estava em 8,9 milhões em 2016, segundo o Department of Motor Vehicles, responsável pelos emplacamentos no estado. Na cidade, a marca era de 1,8 milhão de automóveis. Na Cidade do México, a cidade mais congestionada do mundo, a frota é de cerca de 5 milhões de carros.

 

Segundo a Tom Tom, uma consultoria internacional que mede o nível de congestionamento em 390 cidades ao redor de 48 países, entre as 10 metrópoles mais “paradas do mundo”, há uma única brasileira: o Rio de Janeiro, na oitava colocação, com 47% de suas vias congestionadas no pior momento do dia. O ranking é liderado pela Cidade do México (66%), seguido de Bangkok, na Tailândia (61%), Jacarta, na Indonésia (58%), Chongqing, na China (52%) e Bucareste, na Romênia (50%).

 

Além disso, verifique

 UNIFEV inicia projeto no Centro Social

  Projeto visa a apoiar os educadores sociais, com estratégias de intervenção junto aos assistidos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.