Powered by free wordpress themes

Home / Política / Você vai votar no Lula?

Powered by free wordpress themes

Você vai votar no Lula?

Nalberto Vedovotto

“Abrir a mente para novas ideias é apenas uma questão de escolha: ou você fica no ninho, ou aprende a voar” (autor desconhecido).

Essa frase reflete bem a atual discussão sobre se o ex-presidente Lula vai concorrer às eleições deste ano. A minoria que teima em dizer que votaria no petista, tal qual avestruz — está com o pescoço enterrado numa mentira —, e nem faz o exercício mental de imaginar um país onde verdadeiramente a honestidade e o caráter vençam a hipocrisia, a corrupção e a desfaçatez.

Se vivemos num país onde a justiça é igual para todos os brasileiros, já existe um candidato declarado que não conseguirá a inscrição no TSE (Tribunal Superior Eleitoral): Luiz Inácio Lula da Silva,

A lei é clara — é “ficha-suja” quem se submeteu a dois julgamentos — em primeira instância e, em segunda por um tribunal colegiado. Foi o que ocorreu no placar de 3 x 0 no Tribunal Regional de Porto Alegre, que condenou o ex-presidente a 12 anos de prisão.

O que me “choca” é a chamada grande imprensa – que sempre respeitei, pois sou jornalista e acredito que a escola brasileira siga a americana (onde se supõe colocar a verdade acima de quaisquer interesses do proprietário do órgão impresso, inclusive a sobrevivência econômico-financeira), registrar no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) pesquisa incluindo o nome de Lula.

Essa é uma das razões da grande imprensa perder a credibilidade dia após dia, sem que perceba. Pode não receber cartas de eleitores protestando, mas, com certeza, de modo silencioso eles fazem seu protesto, e deixam o jornal que tem esse tipo de procedimento antipatriótico na banca.

Se há justiça igualitária no Brasil, repito, tem de ser exercida por todos os seus membros, para isso são pagos com o dinheiro do contribuinte, e não aplicarem a lei conforme seus relacionamentos ou interesses pessoais, como vemos nesse mistifório de justiça libertadora aplicada por um dos membros do Supremo Tribunal Federal.

A mensagem que nossos legisladores passam para as quadrilhas e facções criminosas é: por que só nós?

Ou aproveitamos o atual momento de “estadista” (não me interessa se é marketing político) do presidente Michel Temer, que demonstra ter a intenção de recolocar o bem contra ou mal; ou fazemos parte da gandaia e joguemos de vez um país tão maravilhoso como o Brasil no lixo da história.

 

Chega de braços cruzados. Não a nos transformarem em brasilhaços (10% brasileiro e 90% palhaço).

Quem jogou a nação à beira do precipício não fui eu e tampouco você, caro leitor. Que tal mudarmos nossos paradigmas e deixarmos de empurrar a solução sempre para os outros?

Basta! Não dá mais…

O pensamento a seguir — desconheço o autor — coloca em xeque essa minoria da população brasileira a que me aludi no inicio: “Quando você tem consciência do seu valor… Não é qualquer coisa que te satisfaz e muito menos qualquer coisa que te atinge”.

 

  • Nalberto Vedovotto é coach, jornalista e escritor em Birigui

Além disso, verifique

Museu Nacional – para quem não o conheceu

Gerson Sestini   – A simpática atendente da drogaria em Copacabana perguntou minha profissão. Era médico? …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.