Powered by free wordpress themes

Home / Política / Autoritarismos

Powered by free wordpress themes

Autoritarismos

João Fidélis –

 

 

Uma crise institucional de tal relevância que assombra nosso país, tem feito surgir na mídia manifestações hiper-autoritárias e até de cunho fascista. Confesso nunca tinha visto tanta gente pregando “soluções rápidas” para o problema da criminalidade, como a execução sumária, ou mesmo entregar o poder às forças armadas para que ela acabe com a roubalheira do Congresso.

Vê-se frequentemente pessoas propondo a volta liberação das armas para a população com o argumento que “os bandidos andam armados e o povo não”.

A facilidade de comunicação que a internet trouxe fez sair das tocas velhos resquícios de um autoritarismo rasteiro, há muito superado pelo aprimoramento das regras de boa convivência. Executar criminosos, deixar que a população se arme, fechar o Congresso, entre outras questões de viés radical não resolve os problemas socioeconômicos do Brasil.

É obvio que precisamos de uma justiça mais ágil e de leis mais severas (as atuais transmitem a sensação de impunidade), mas isso não se resolve propondo o extermínio dos infratores da lei.

Pior que estes lamentáveis fatos, surgiu um candidato que adota um discurso nesta mesma linha, propondo uma espécie de tolerância zero, do tipo “prendo e arrebento” da época da ditadura. E anda bem nas pesquisas.

Em nosso tempo nada poderia ser mais detestável e impróprio que os extremismos de esquerda e de direita. Aqueles que em nome de uma ideologia utópica defendem um candidato que foi condenado por corrupção e que juntamente com seu partido foi responsável por desvios gigantescos nas estatais brasileiras, são comparáveis a estes da extrema direita. Estão também equidistantes do bom senso.

A percepção que se tem é que o governo se comporta como um peregrino que chega ao fim da jornada: precisa retornar mas como já pagou a promessa não tem mais nenhum compromisso. Temer parece que entregou os pontos, vai cumprir tabela sem querer se desgastar mais para aprovar as reformas urgentes que o país precisa. E que o país precisa? Crescimento econômico e distribuição de renda. Mas se não conter o déficit público fica muito difícil alcançar este objetivo.

jofideli@gmail.co

Além disso, verifique

Desigualdade social

Hipólito Martins Filho – O Brasil é extremamente desigual. Quase um quarto de toda a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.