Powered by free wordpress themes

Home / Saúde / Santa Casa fez 4.000 transfusões de sangue em um ano

Powered by free wordpress themes

Santa Casa fez 4.000 transfusões de sangue em um ano

Implantação da Unidade de Coleta teve impacto no atendimento do Hospital, beneficiando centenas de pacientes

A solidariedade tem destino certo em Votuporanga. Cada doação de sangue feita na Unidade de Coleta, anexa ao Mini-Hospital “Fortunata Germano Pozzobon”, representa esperança para até quatro pacientes da Santa Casa de Votuporanga. Este ato voluntário e do bem reflete em centenas de vidas salvas e é sinônimo de muito amor ao próximo.

Em um ano, foram feitas 4.000 transfusões de sangue, sendo que uma grande parte desta demanda é atendida pela Unidade de Coleta de Votuporanga criada em 5 de maio de 2017 numa iniciativa da Prefeitura, Santa Casa e Hemonúcleo de Ribeirão Preto. São pessoas que necessitaram de sangue e que prontamente foram assistidas, recebendo tratamento adequado e recuperando sua saúde.

Na maioria dos casos, são pacientes de cirurgias, traumatismos, sangramentos gastrointestinais, alguns casos de partos nos quais há necessidade de repor grandes perdas sanguíneas que necessitam desta assistência. “Além disso, pacientes com câncer e doenças hematológicas recebem frequentemente transfusões de sangue, além de recém-nascidos de baixo peso e crianças, principalmente internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal”, explicou a biomédica da Agência Transfusional da Instituição, Chayene Barbin.

O sangue coletado na Unidade de Votuporanga é enviado para o Hemonúcleo de Fernandópolis. Após análises, passa por um processo que irá separar seus três componentes: hemácias, plasma e plaquetas. Em seguida, o Hemonúcleo é quem encaminha para os ambientes hospitalares. “Quando a bolsa chega, conferimos data de validade e tipagem. Após estocamos na geladeira com temperatura adequada (2ºC à 6ºC)”, complementou.

Chayene ressaltou a importância de doar sangue. “O sangue tem múltiplas funções e entre elas está o fornecimento de oxigênio para células e tecidos do nosso corpo. Sendo assim, podemos afirmar que é de suma importância e sem ele não há vida, já que não é fabricado artificialmente, é insubstituível e o ser humano é a sua única fonte. A Santa Casa atende muitos pacientes que necessitam de transfusão. Sem o ato de solidariedade da população, seria impossível fornecer um tratamento a essas pessoas”, destacou.

O provedor da Instituição, Luiz Fernando Góes Liévana, falou do impacto da iniciativa da Prefeitura, em parceria com a Santa Casa e o Hemonúcleo de Ribeirão Preto. “Foram 2,4 mil doadores passaram pela Unidade no ano passado e 2 mil bolsas de sangue foram captadas. Grande parte vem para o Hospital, salvando centenas de vidas. Conscientize os seus familiares, amigos e colegas de trabalho a realizar a doação de sangue na Unidade. Em poucas horas, você pode ajudar a salvar anos e anos de vida do próximo”, afirmou.

Horário especial
Neste sábado (5/5), primeiro do mês de maio, é dia de doação de sangue na Unidade de Coleta de Votuporanga. O atendimento será prestado das 8h às 11h no espaço anexo ao Hospital “Fortunata Germano Pozzobon”, na rua Antônio Galera Lopes esquina com a Antônio Serafim de Queiroz, na Zona Norte.
Os demais dias de coleta ocorrem às terças-feiras, das 15h às 18h, e às quintas-feiras, das 8h às 11h, sempre por meio de agendamentos. O interessado pode ser voluntário para a doação de sangue, doação de medula ou de ambos.
As doações podem ser agendadas de segunda a sexta-feira, das 7h às 12h e das 13h30 às 17h, pelo (17) 3426-7530, ramal 210, ou pelo (17) 98179-1989. Nos primeiros sábados dos meses, o funcionamento da Unidade é das 8h às 11h.

Além disso, verifique

Médico da Santa Casa explica sobre DIU

Ginecologista Dr. Julio Santis Garcia deu todos os detalhes do método contraceptivo, muito utilizado pelas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.