Powered by free wordpress themes

Home / Opinião / Bastidores / Bastidores

Powered by free wordpress themes

Bastidores

Por A.C. Camargo

Levantamento feito pela Fundação Seade, órgão do governo do Estado, constatou que as cidades brasileiras, na sua quase totalidade, deverão encolher nos próximos anos. E nossa região está incluída obviamente nesse estudo. Trata-se de uma tendência registrada em quase todo o mundo onde, além de diminuir, a população começa a ser mais idosa. Além do que, as famílias hoje são menos numerosas. Normalmente os casais se restringem a ter apenas um, dois, no máximo três filhos. Acima disso é exceção. Aqui na região, segundo a pesquisa do Seade, apenas Rio Preto, Mirassol e Ouroeste terão população maior do que hoje.

Menos habitantes

Para Votuporanga o levantamento do órgão estatal exibe que a cidade hoje, de acordo com o censo do IBGE, conta com 90.432 habitantes e em 2050 cairá para 88.475. Fernandópolis passará de 65.887 para 59.940; em Jales, hoje em 47.220, em 2050 será de 41.787. Santa Fé do Sul de 30.503 para 29.243. Únicas cidades da região com tendência de crescimento Rio Preto passará de 440.796 para 447.629, Mirassol vai de 57.062 para 57.738 e Ouroeste de 9.515 para 11.167.

Projeção

É evidente que a pesquisa do Seade retrata uma tendência a partir de elementos coletados agora, podendo haver alterações para cima ou para baixo. A tendência é esta, mas fatos modificadores podem acontecer no período estimado, inclusive levando-se em conta o desempenho da economia e outros.

Corta essa

Aderito Camargo Ferreira da Silva, vice-prefeito em Indiaporã entre 2013 a 2016, entrou com pedido na Justiça para receber direitos trabalhistas – como férias e 13º salário – no período em que ocupou o cargo. O juiz Paulo Victor Alvares Gonçalves negou a pretensão afirmando que “os benefícios previstos na Constituição Federal demandam autorização por meio de lei municipal aprovada pela Câmara de cada cidade, o que não é o caso de Indiaporã”. Ainda segundo a sentença do juiz Gonçalves “a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) definiu que o pagamento dos direitos trabalhistas é possível. No entanto, cabe ao próprio Legislativo Municipal decidir se tais verbas são devidas ou não”.

Aqui

Em Votuporanga, como se recorda, em 2017 o prefeito João Dado encaminhou projeto de lei à Câmara solicitando autorização legislativa para estender a ele, ao vice-prefeito e aos próprios vereadores, acesso ao pagamento desses benefícios. O projeto, porém, foi retirado a pedido do próprio autor diante da repercussão negativa ao pretendido. O caminho por ele seguido foi o correto, a autorização da Câmara, mas setores da comunidade reagiram contrariamente.

Coisa & Tal

O jornalista alagoano Cláudio Humberto relata em sua coluna, publicada em vários jornais, que “Logo após a audiência em que Itamar Franco pediu a ele o cargo de embaixador em Buenos Aires, o então presidente Lula ouviu a ponderação de um assessor: – Ele merece uma embaixada de maior importância, como a da China… – China? – surpreendeu-se o presidente. Aí o assessor explicou: – Seria uma maravilha: por causa do fuso horário, enquanto a gente trabalhasse, ele estaria dormindo! E quando ele telefonasse o senhor é quem estaria dormindo!”. Fica o registro pelo seu lado pitoresco.

Entre aspas

Ministra Carmen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal, no seminário “30 anos sem censura: a Constituição de 1988 e a liberdade de imprensa”,:

– Sem imprensa livre, a Justiça não funciona bem, o Estado não funciona bem.

 

Além disso, verifique

Bastidores

De quinta (16) até domingo Votuporanga sedia a Decorshow, “a maior feira comercial de decoração, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.