Powered by free wordpress themes

Home / Destaque / Marcelo Coienca defende tarifas mínimas para 5 mil litros de água

Powered by free wordpress themes

O vereador durante a última sessão da Câmara (Foto Diário de Votuporanga)

Marcelo Coienca defende tarifas mínimas para 5 mil litros de água

Na sessão ordinária da Câmara da última segunda-feira (11) o vereador Marcelo Coienca, disse que por meio da indicação número 528/2018, deseja acrescentar no sistema tarifário de água e esgoto de Votuporanga itens de tarifas mínimas de consumo de água. O objetivo seria atender usuários comerciais ou residenciais que consumam mensalmente menos de 10 mil litros cúbicos de água.

Marcelo explica que na conta da energia elétrica residenciais e comerciais paga-se de acordo com o que se usa. “Por exemplo: numa época de frio gastamos com banho quente, mas, economizamos no ar condicionado e ou ventilador, então automaticamente pagamos menos energia em casa ou em nosso comércio. Agora, com a nossa água não! Principalmente quem tem comércio pequeno que não depende de lavar peças, ou em outras atividades como escritório, enfim, aqueles que não usam 10 mil litros por mês”, explica.

O vereador pede que sua indicação seja levada à SAEV, para que os técnicos da autarquia estudem a possibilidade de incluir uma nova tarifa mínima de uso. “Parece-me que a menor tarifa comercial é de R$63 (a residencial eu não me lembro), mas enfim, que estudem a possibilidade de fracionar como é na nossa conta de energia elétrica. Se tem um mínimo de 10 mil litros, que talvez possa haver uma redução para 5 mil litros, uma redução, que seja, de R$10, R$15 ou R$20, o que não ocasione muito impacto financeiro no caixa da SAEV. Porque na verdade a SAEV, desde que eu era moleque é Superintendência de Água e Esgoto de Votuporanga; Se cuidasse somente da água e do esgoto, de repente conseguiria reduzir esta tarifa. Então o nosso pedido é esse, que o secretário Valdecir Bortoloti, juntamente com Marcelo Zeitune e toda a equipe da SAEV, estudem essa possibilidade de fracionar ou diminuir o consumo mínimo de 10 mil litros para 5 mil litros; no meu comércio uso apenas 1 mil, 2 mil litros de água por mês. Por que eu tenho de pagar 10 mil? Se a energia é fracionada conforme o consumo, que a SAEV estude a possibilidade. Isso é o que nosso prefeito prometeu na campanha. Todos vão ficar felizes se pagarem apenas pelo que estão usando, uma economia de R$5 ou R$10, que seja. Então esse é o meu pedido, que o pessoal da SAEV, juntamente com o prefeito João Dado, estudem essa possiblidade”, encerra.

Além disso, verifique

Bombeiros encontram corpo do 2º homem que estava desaparecido no Rio Tietê

  Valdemir Orácio Cruz foi encontrado na tarde deste domingo (19) próximo à prainha do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.