Powered by free wordpress themes

Home / Opinião / Qual é a importância da religião?

Powered by free wordpress themes

Qual é a importância da religião?

Denize do Nascimento Gonçalves

Caro leitor, alguma vez você já se perguntou sobre a importância da religião? Pois bem, há quem acredita que podemos até mesmo viver sem ela; eu, não. Lembrando que uma coisa é viver e outra é viver bem.

Vamos lembrar que religião é aquilo que liga o homem a Deus. Certo? Certo. Independente do título desta ou daquela religião, o seu objetivo deve ser o de aproximar o homem do Criador, de torná-lo melhor. Sendo assim, uma religião que cria diferenças e afasta os seus crentes de outros irmãos porque pensam diferentes está, na verdade, andando na contra mão da religiosidade. Como bem disse Mahatma Gandhi: “As religiões são caminhos diferentes convergindo para o mesmo ponto. Que importância faz se seguimos por caminhos diferentes, desde que alcancemos o mesmo objetivo?”

A questão é: qual é a importância da religião na vida do ser humano?

O fato de pertencermos a uma “escola” religiosa torna-nos alunos com objetivo e meta: a evolução moral e espiritual do ser. Por mais que um aluno seja autodidata, a convivência com os demais companheiros de caminhada é fundamental para o seu aprimoramento. Não há evolução sem convivência.

Outro dia, deparei-me com um autodidata de uma determinada religião. Ele narrava todo orgulhoso que estudava diariamente, nas folgas do trabalho e  no aconchego do lar, livros importantes da sua doutrina, mas considerava-se um enclausurado por não ter vida social.

Ora, caro leitor, para que serve então a religião senão para aproximarmo-nos uns dos outros, para aprendermos a conviver com as diferenças, para perdoarmos os nossos ofensores, para compreendermos as faltas alheias, para enxergamos o próximo com olhar de compaixão e tratarmos a todos com benevolência, afinal, não é assim que desejamos que os outros ajam conosco?!

A religião vai, aos poucos, tornando-se um alicerce em nossa vida, mantendo o nosso equilíbrio, ampliando as nossas virtudes e fortalecendo em  nós a confiança e a esperança no ser humano cujas atitudes infelizes compreendemos serem ainda infantis. Os ventos dos dissabores da convivência podem até bater forte na alma que busca aprimorar-se; ela não tombará.

Busquemos, de acordo com as nossas necessidades e capacidades uma escola religiosa cujo objetivo seja tornar a vida mais leve, com mais sabedoria, ânimo, compreensão, paz, amor. Não podemos mudar ninguém, senão, a nós mesmos, se assim o desejarmos. Podemos até entrar para uma religião, mas é preciso deixarmos a religião entrar em nós e construir alicerces. Só assim, compreenderemos a importância da religião na nossa vida.

Denize do Nascimento Gonçalves

Psicanálise Clínica

É colaboradora deste Diário

 

 

 

 

 

 

Além disso, verifique

Por que será que todo mundo é inocente?

Nei Neves Se formos pensar bem, a maioria, absoluta de nós é inocente. Desta forma, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.