Powered by free wordpress themes

Home / Destaque / DIG de Votuporanga prende acusado de homicídio em Buritis (MG)

Powered by free wordpress themes

Criminoso de Minas Gerais foi capturado no bairro Belo Horizonte em Votuporanga

DIG de Votuporanga prende acusado de homicídio em Buritis (MG)

G.Z.M. foi encarcerado na DIG e será conduzido a Cadeia de Guarani D´Oeste onde aguardará a decisão da Justiça

 

A vítima, Michael  foi encontrado carbonizado dentro do seu carro (Fotos: Rayssa Campos)

 

Na madrugada desta quinta-feira (8), investigadores da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Votuporanga, prenderam G. Z. M., de 22 anos de idade, acusado de homicídio ocorrido em abril de 2017na cidade de Buritis (MG). Após trocas de informações, policiais da DIG passaram a monitorar o indivíduo. Ele foi preso na madrugada desta quinta-feira (8), no Bairro Belo Horizonte, em Votuporanga. A medida foi embasada em cumprimento a um Mandado de Prisão Preventiva da Justiça de Buritis (MG).

Durante a abordagem o individuo tentou ludibriar os policiais se apresentando como Marcelo, munido de um RG falso do Estado de Tocantins, mas não convenceu.

Segundo informações colhidas pela reportagem, G. Z. M.  teria assassinado a vítima, seu desafeto,  Michael Pio Oliveira,  por questões de ciúmes de sua companheira. Ele praticou o crime com requintes de crueldade; a pauladas e fogo no corpo no veículo da vítima. A vítima era seu colega de trabalho. O crime aconteceu em uma Fazenda de Buritis (MG). O preso foi conduzido para a DIG – Votuporanga e posteriormente será removido para a Cadeia de Guarani D’Oeste, onde permanecerá a disposição da Justiça.

O Crime

“Jovem confessa ter matado e queimado Michael Rayssa Campos”

Segundo informações colhidas no site “Mais Buritis”, G.M.Z., de 21 anos, se apresentou na Delegacia de Polícia Civil de Buritis (MG) na manhã de segunda-feira, 24 de abril de 2017, orientado por seu advogado e confessou ter matado e queimado Michael Pio Oliveira, 24 anos. A vítima se encontrava desaparecida e seu corpo foi encontrado dentro do carro carbonizado na sexta-feira 22 de abril de 2017, em uma cascalheira a 30 km de Buritis.

A vítima trabalhava durante a semana em uma fazenda no Assentamento Cristo Redentor. Segundo familiares, Michael teria tido um desentendimento com o filho do proprietário do imóvel, no caso G. M. Z. e durante a procura pelo rapaz, familiares foram até a fazenda e notaram marcas de sangue no chão.

Após quase 24 horas de procura um morador da região encontrou o carro incendiado, com o corpo de Michael carbonizado no interior do veículo.

Em seu depoimento na época do crime, G. relatou que discutiu com Michael na terça-feira (18 de abril de 2017) no Assentamento Cristo Redentor. O autor relatou que desferiu golpes na cabeça da vítima com uma haste de madeira e depois tentou ocultar o corpo colocando dentro do veículo e ateando fogo.

De acordo com a delegada Vanessa Araújo, na época, o suspeito assumiu o crime sozinho. A polícia contou com os relatos de familiares, testemunhas e mais detalhes informados pelo autor para a reconstrução do crime. G. responde por homicídio duplamente qualificado por motivo fútil e com premeditação, além de ocultação de cadáver. Segundo a delegada, o autor já possuía passagem pela polícia, entretanto foi liberado e se encontrava foragido.

 

 

 

Além disso, verifique

FEV realiza reunião com autoridades de Votuporanga

Encontro marcou a intenção da instituição em fortalecer a ampliar as parcerias com os poderes …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.