Powered by free wordpress themes

Home / Geral / Tijolo ecológico: vantagens e desvantagens

Powered by free wordpress themes

SAMSUNG DIGITAL CAMERA

Tijolo ecológico: vantagens e desvantagens

O tijolo ecológico surgiu como uma alternativa com menos danos ao meio ambiente em relação a alvenaria comum. Esse material, também denominado tijolo solo-cimento, é feito misturando-se água, cimento e solo. Esses componentes são unidos de forma homogenia e compactados em prensas manuais ou hidráulicas, podendo receber até 6 toneladas de pressão.

Ele é chamado de ecológico por não possuir queima em seu processo de fabricação, portanto não libera C02. Também, sua utilização dispensa o uso de vigas e pilares, evitando o desperdício de madeira para as formas.

Um fato importante é a possibilidade da passagem de tubulação elétrica e hidráulica conforme a parede vai sendo montada, o que evita a quebradeira na alvenaria. Isso diminui o custo e otimiza o tempo da construção.

Após prontas, a parede pode receber apenas o verniz para proteção, deixando os tijolos aparentes, ou receber argamassa e qualquer tipo de revestimentos. Ele pode também, receber pintura sem a aplicação de massa anteriormente, deixando a textura da parede aparente. Essa opção de deixar o tijolo visível reduz os gastos com revestimentos e ajuda a fazer o sistema ficar mais econômico ainda.

Por conta dos encaixes, o alinhamento e o prumo da parede são feito de forma rápida. O vão do bloco facilita a colocação de tubos e fiações, permitem também um encaixe perfeito das unidades.

Além disso, o corte do tijolo solo-cimento é dispensável porque a maioria dos fabricantes já produz o meio bloco.

Quais as vantagens de usá-lo?

1- Polui menos o meio ambiente pois não precisa ser cozido em fornos, eliminando a utilização de lenha e a emissão de gases de efeito estufa pela queima.

2- Gera pouco entulho

3- Maior durabilidade, podendo ser até 6x mais resistentes.

5- Tem um ótimo isolamento termoacústico

6- Rapidez na construção

7- Acabamento mais fino. Faces lisas dispensam revestimentos, pode ser feiro apenas com impermeabilizante.8- Melhor distribuição de cargas na estruturas proporcionando maior segurança.

9- Facilita instalações elétricas e hidráulicas. Dispensa o quebra-quebra nas paredes.

10- Redução de cerca de 80% em cimento, 50% em ferro e até 100% em madeira para formas de pilares.

11- Diminui as cargas que chegam na fundação proporcionando economia na infraestrutura.

Quais as desvantagens?

1- Requer mão de obra qualificada.

2- Absorve mais umidade, necessitando uma atenção maior em impermeabilização.

3- Tem restrições quanto a reformas e futuros novos vãos.

4- Baixa resistência a impactos em quinas e cantos.

5- Falta de padronização e uniformidade entre os modelos aparecidos no mercado.

6- Maior espessura nas paredes, diminuindo a área útil dos cômodos da residência.

Portanto, coloque tudo na ponta do lápis e veja o que fica mais em conta para você; tanto em custo de materiais quanto em tempo de obra. Procure um profissional qualificado para fazer esse serviço, evitando possíveis transtornos na sua edificação.

Além disso, verifique

FATO OU FAKE

  É #FAKE que Gleisi Hoffmann tuitou faixa com frase ‘residência livre de armas’ A …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.