Powered by free wordpress themes

Home / Política / Promoção-relâmpago agita o governo

Powered by free wordpress themes

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil O vice-presidente, Hamilton Mourão, na cerimônia de transmissão do cargo de presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes

Promoção-relâmpago agita o governo

FILHO DO VICE-PRESIDENTE – Mourão diz que promoção foi por ‘mérito’ e que filho já sofreu perseguição.

O filho do vice-presidente da República, general Hamilton Mourão (PRTB), Antonio Hamilton Rossell Mourão, foi nomeado assessor especial do novo presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes. No novo cargo, o seu salário será de R$ 37,5 mil.

Antonio Hamilton Mourão é funcionário de carreira do Banco do Brasil, com 18 anos de experiência dentro da instituição. Atualmente exercia o cargo de assessor empresarial da área de agronegócios. O seu salário anterior, no entanto, estava na casa dos R$ 12 mil mensais. Com a nova promoção, efetivada apenas um dia depois do empossamento do novo presidente do banco, Rubem Novaes, ele teve um salto triplo nos seus ganhos.

O vice-presidente afirmou nesta terça-feira, 8, que o filho foi promovido por ter “mérito”. “(Meu filho) possui mérito e foi duramente perseguido anteriormente”, afirmou Hamilton Mourão ao Estado.

Na posse dos bancos públicos, na segunda-feira, dia 7, em Brasília, a ascensão do filho do general da reserva já era dada como certa. Procurado, o Banco do Brasil destacou a história de Antonio Hamilton no banco e enviou uma fala do novo presidente do banco destacando a função que é esperada do filho de Mourão.

“Antônio é de minha absoluta confiança e foi escolhido para minha assessoria, e nela continuará, em função de sua competência. O que é de se estranhar é que não tenha, no passado, alcançado postos mais destacados no Banco”, disse Novaes na nota.

Desgaste

O presidente Jair Bolsonaro se elegeu com um discurso de moralização do governo e com o ode à meritocracia para se ascender dentro da máquina pública. Também orientou seus ministros a enxugarem suas pastas em nome dessa nova visão e para obter um melhor funcionamento da administração federal. Só que o discurso sofre um abalo quando o filho do vice-presidente recebe uma promoção dentro do Banco do Brasil para ser assessor especial do presidente da instituição.

Mesmo se sabendo que o filho do vice é funcionário de carreira do banco, a surpreendente e muito bem remunerada promoção, apenas uma semana depois da posse do novo governo, serve para dar munição aos adversários de Bolsonaro. Como disse o próprio presidente na segunda, 7, ao defender a transparência como premissa do governo, “todos os nossos atos terão ser abertos ao público”.

Além disso, verifique

Lava Jato afasta Gilmar Mendes

  Integrantes da força-tarefa dizem que ex-senador Aloysio Nunes atuou junto ao ministro para conseguir …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.