Powered by free wordpress themes

Home / Saúde / Medula: doadores locais são compatíveis

Powered by free wordpress themes

Medula: doadores locais são compatíveis

Dois moradores da cidade, cadastrados na Unidade de Coleta de Sangue de Votuporanga, foram compatíveis com pacientes que precisam da doação de medula óssea. Eles foram contatados pelo Redome (Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea) em dezembro de 2017.

Renata Cristina Rocha, de 41 anos, é uma dessas doadoras compatíveis. De acordo com ela, o cadastro no Registro foi realizado em 2010 e no dia 3 de dezembro de 2018 ela recebeu a notícia de sua compatibilidade com um paciente.

A doação ocorreu ainda em dezembro e comoveu a votuporanguense. Renata descreveu o momento como “emocionante, uma vida dependendo de outra”.

Humberto Luís Candido, outro doador compatível, tem 51 anos e teve seu cadastro realizado em 2017. Assim como Renata, em dezembro de 2018 ele realizou sua doação. Para ele, é difícil colocar em palavras a atitude de ser doador. “Me senti nas mãos de Deus. É uma alegria imensa. A vida prevalece a morte”.

Segundo o Redome, o transplante de medula óssea pode auxiliar no tratamento de cerca de 80 doenças, em variados estágios e idades.

A dificuldade do procedimento é a falta de doador compatível, pois a probabilidade de se encontrar um doador nessa condição é, em média, de um para cada 100 mil pessoas.

A medula óssea é encontrada no interior dos ossos e produz os componentes do sangue que circula nos vasos sanguíneos: hemácias (glóbulos vermelhos), leucócitos (glóbulos brancos) e plaquetas (células de coagulação do sangue).

O transplante de medula óssea é a substituição de uma medula doente, ou deficitária, por células normais de medula óssea, visando a reconstituição de uma nova medula. O transplante de medula óssea é a única esperança de cura de muitas doenças.

Como doar

Para doar é preciso ter entre 18 e 54 anos, estar em bom estado de saúde e não possuir histórico de doenças, como câncer, HIV e hepatite.

Quem tiver interesse, deve procurar a Unidade de Coleta de Sangue para se cadastrar no Redome, doar sangue ou ambos. A escolha da doação deve ser informada no momento da realização do cadastro.

O telefone da Unidade de Coleta de Sangue é o (17) 3426-7530, ramal 210. O interessado, se preferir, pode ir também pessoalmente à Unidade de Coleta, que fica no espaço anexo ao Hospital “Fortunata Germano Pozzobon”, na rua Antônio Galera Lopes, esquina com a Antônio Serafim de Queiroz, na zona norte.

A Unidade de Coleta de Sangue fará o primeiro atendimento do mês neste sábado (12/01). Interessados devem comparecer ao local das 8h às 11h. Restam ainda 15 vagas disponíveis para doações nesta data.

Os demais dias de coleta ocorrem às terças-feiras, das 15h às 18h, e às quintas-feiras, das 8h às 11h, sempre por meio de agendamentos.

Para doar é necessário apresentar documento com foto, emitido por órgão oficial e válido em todo o território nacional.

A unidade funciona por meio de parceria da Prefeitura de Votuporanga com o Hemonúcleo de Ribeirão Preto e a Santa Casa.

Além disso, verifique

Fake news atrapalham cobertura vacinal

HPV – Ministério da Saúde aproveita volta às aulas para campanha. As notícias falsas, chamadas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.